Marília de Dirceu

Mar lia de Dirceu A Cole o Grandes Obras apresenta seu sexto volume Mar lia de Dirceu escrito pelo portugu s Tom s Ant nio Gonzaga que viveu grande parte de sua vida no Brasil O poeta bebeu da fonte dos cl ssicos et

  • Title: Marília de Dirceu
  • Author: Tomás Antônio Gonzaga
  • ISBN: 8575204076
  • Page: 386
  • Format: None
  • A Cole o Grandes Obras apresenta seu sexto volume, Mar lia de Dirceu, escrito pelo portugu s Tom s Ant nio Gonzaga, que viveu grande parte de sua vida no Brasil O poeta bebeu da fonte dos cl ssicos eternizados do Arcadismo e nessa obra se mostra impregnado deles em muitas liras de sua Mar lia de Dirceu A descri o de Mar lia extremamente idealizada e a presen a de deuA Cole o Grandes Obras apresenta seu sexto volume, Mar lia de Dirceu, escrito pelo portugu s Tom s Ant nio Gonzaga, que viveu grande parte de sua vida no Brasil O poeta bebeu da fonte dos cl ssicos eternizados do Arcadismo e nessa obra se mostra impregnado deles em muitas liras de sua Mar lia de Dirceu A descri o de Mar lia extremamente idealizada e a presen a de deuses do Olimpo, como V nus e Cupido, denuncia um romantismo que n o tardaria a chegar O poeta, j com quase quarenta anos de idade, apaixonou se por uma adolescente de dezessete Maria Dorot ia Joaquina de Seixas A fam lia da mo a fazia forte oposi o ao namoro E quando tal oposi o j estava praticamente vencida pelo poeta, ele foi preso e enviado a Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro, como membro da Inconfid ncia Mineira Passou os ltimos dezessete anos de sua vida no degredo, em Mo ambique, casado com a filha de um comerciante de escravos Mesmo nunca tendo se casado com Maria Dorot ia, Tom s fez desse romance o primeiro mito amoroso de nossa literatura e criou uma de nossas mais belas obras l ricas Nela, os protagonistas s o o pastor Dirceu, que confessa seu amor pastora Mar lia, em evidente proje o do drama vivido por ele, Tom s, e por Maria Dorot ia.

    • Ì Marília de Dirceu || ✓ PDF Read by ☆ Tomás Antônio Gonzaga
      386 Tomás Antônio Gonzaga
    • thumbnail Title: Ì Marília de Dirceu || ✓ PDF Read by ☆ Tomás Antônio Gonzaga
      Posted by:Tomás Antônio Gonzaga
      Published :2018-08-02T23:49:26+00:00

    1 thought on “Marília de Dirceu”

    1. O livro se divide em duas partes, a primeira dela sendo a parte amorosa onde trás Marília ao campo, conta com Liras incríveis principalmente a primeira. O jeito que retrata os Deuses principalmente o Erus(Cupido) é perfeito.Na segunda parte, quando ele está preso, a fase da saudade vemos a angústia dele e junto a isso a despreocupação com a beleza poética, Liras muito fracas.Obs: Ele vive mudando a cor do cabelo de Marília, os cabelos cor de trigo fazem parte da idealização grega, ma [...]

    2. Dirceu é o pseudomino do autor, Tomaz Antonio Gonzaga. Marilia é o pseudomino de sua noiva, Maria Dorotéa Joaquina de Seixas. O livro é a coletanea de poemas que Gonzaga escreveu a amada, incluindo aqueles que foram escritos durante sua prisão (o autor participou do movimento inconfidente). Do estilo arcade podemos perceber algumas caracteristicas, como o bucolismo. Bucolismo é a exaltação da vida pastora, como é mostrado no trecho:Eu, Marília, não sou algum vaqueiro,Que viva de guard [...]

    3. Em um dos mais famosos poemas dessa obra, escreveu o poeta:"Pintam, Marília, os poetasa um menino vendado, com uma aljava de setas,arco empunhado nas mãos,ligeiras asas sobre os ombros, o tenro corpo despidoe de amor ou de cupido são os nomes que lhe dão. Porém eu, Marília, negoque assim seja o amor,pois que não é moço, nem cego,nem setas, nem asas tem. ora pois, eu vou formar-lheum retrato mais perfeito,que ele já feriu meu peito;Por isso o conheço bem.() Tu, Marília, agora vendoDe [...]

    4. Gostei mais do que esperava! Mas isso porque não sou muito de ler poesia (o que estou sempre tentando mudar). Não consegui largar o livro até terminar e umas horas tinha a impressão de estar lendo Ovídio.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *